Os 10 vinhos mais caros do mundo

O vinho é uma das bebidas mais charmosas e conhecidas no mundo todo, além é claro, de ser uma das mais glamourosas também. Quanto mais velho o vinho, melhor o seu sabor e também maior será o seu preço

Por Cássio Coelho

O vinho é uma das bebidas mais charmosas e conhecidas no mundo todo, além é claro, de ser uma das mais glamourosas também.  Quanto mais velho o vinho, melhor o seu sabor e também maior será o seu preço. É incrível como uma garrafa de vinho pode chegar a custar mais de R$ 2 milhões. Entretanto, para os entusiastas da charmosa bebida, o preço não é um problema. Neste artigo, você vai conhecer os 10 vinhos mais caros do mundo.

Os 10 vinhos mais caros do mundo

10. Riesling Trockenbeerenauslese Goldkapsel

Este vinho alemão de propriedade da Fritz Haag, tem o preço médio de US$ 4.085, entretanto, a safra mais cara foi vendida a US$ 4.857. Em 2005, Oliver Haag assumiu o vinhedo de seu pai. A vinha só aumenta as uvas Riesling, que têm tendência para crescer ao longo do ano e ajuda na produção das melhores safras.

fritz

9. Riesling Trockenbeerenauslese

Este vinho alemão tem o preço médio de US$ 5.129 e sua melhor safra foi vendida por US$ 14.600. Wehlener Sonnenuhr A Trockenbeerenauslese pertence à família Prüm, que tem uma presença proeminente em Wehlen há mais de 400 anos e é considerada uma das melhores produtoras de Riesling na Alemanha desde a década de 1920. A propriedade possui 14 hectares de vinha e produz muito menos vinho, dependendo da safra, o que ajuda a adquirir o valor que desfruta. 

 
stra

8. Richebourg Grand Cru

Na oitava posição, novamente um vinho francês, também produzido pela Madame Leroy. O Richebourg Grand Cru tem o preço médio de US$ 5.848, porém, já foi vendida por US$ 10 mil a sua melhor safra.

riche

7. Chambertin Grand Cru

Este vinho francês pertencente a Madame Leroy é fantástico e o seu preço médio é de US$ 7.695, podendo chegar ao valor de US$ 16.524, dependendo da safra. A produção deste vinho é estimada em algo entre 750 e 900 garrafas por ano.

 

gran

6. Montrachet Grand Cru (Domaine de la Romanee-Conti)

Este vinho francês produzido pela RDC tem um preço médio de US$ 7.722, entretanto, a safra mais cara foi vendida por US$ 108.000. A Domaine de la Romanee-Conti (RDC) é sem dúvida, um dos principais produtores de vinho do mercado, uma vez que possui a mais prestigiada propriedade e também o maior terroir de vinho branco do mundo. 

 

fff

5. Montrachet Grand Cru 

Mais um vinho francês figurando entre os mais caros do mundo. O Grand Cru Montrachet tem o preço médio de US$ 10.184, porém, sua safra mais cara foi vendida a US$ 15.226.  O Montrachet Grand Cru pertenceu à falecida Anne Claude Leflaive, que também era conhecida como a Grande Dama da Borgonha, considerada a produtora mais famosa de Puligny-Montrachet. 

 

montrachet

4. Domaine Georges Roumier Musigny Grand Cru

Este vinho também tem origem francesa e seu valor médio é de US$ 12.186, entretanto, a sagra mais cara foi vendida a US$ 25.547. A história deste vinho é muito interessante. Em 1924, Georges Roumier se casou com uma moça local de Chambolle-Musigny e recebeu uma parte dos vinhedos de Chambolle Musigny como dote. Durante os anos que se seguiram, a família Roumier foi em frente e comprou alguns bolsos de vinhedos Grand Cru e agora possui cinco no total. O número médio deste vinho que é produzido por ano é limitado a 350-380 garrafas. 

vine

3. Scharzhofberger Riesling - Trockenbeerenauslese

Chegando ao top 3 dos vinhos mais caros do mundo, temos o alemão  Scharzhofberger Riesling, que tem o preço médio de US$ 13.376, porém, sua safra mais cara foi vendida pelo valor de US$ 33.388. Este vinho é produzido Egon Müller, uma vinícola alemã. O proprietário da vinícola Weingut Egon Müller, Scharzhof, que fica perto de Wiltingen, sempre foi conhecido pela qualidade do vinho que produz. Desde a década de 1900, a família Müller tem sido reconhecida por produzir alguns dos melhores vinhos do mundo e conseguiu vinhos doces de grande qualidade.

vine

2. Domaine Leroy Musigny Grand Cru

O segundo vinho mais caro do mundo também é francês. Com um preço médio de US$ 17.783, o Musigny Grand Cru teve sua safra mais cara vendida por US$ 58.154. Este vinho é de propriedade de Madame Leroy, conhecida como a pioneira dos meios biodinâmicos de produção. Ela era co-proprietária do Domaine de la Romanée Conti (RDC) antes de se separar em 1992. Ela é famosa por produzir vinhos exclusivos para pessoas ricas. A produção de Musigny Grand Cru é estimada em 700 garrafas por ano. 

musgny

1) Grand Cru Romanée-Conti

Este é considerado o vinho mais caro do planeta. Com origem francesa, a média de preço do Grand Cru Romanée-Conti é de US$ 19.052. Entretanto, a safra mais cara deste vinho foi vendida pelo impressionante valor de US$ 543.256, ou seja, mais e R$ 2 milhões. A RDC, como é comumente conhecida, tem uma produção que varia de 5.000 a 5.500 garrafas por ano de um vinhedo de 1.8 hectares. 

grand cru

E então, o que achou da lista com os 10 vinhos mais caros do mundo?

Comentários
Minha foto