Os 10 aeroportos mais perigosos do mundo

Os aviões são os meios de transporte mais seguros que existem, entretanto, muitas pessoas ainda tem medo de botar os pés em um avião.

Por Cássio Coelho

Os aviões são os meios de transporte mais seguros que existem, entretanto, muitas pessoas ainda tem medo de botar os pés em um avião. O medo de cair faz com que uma viagem no céu seja um verdadeiro filme de terror par essas pessoas. Como se não bastasse isso, existem aeroportos que são incríveis e ao mesmo tempo, extremamente perigosos. Alguns desses aeroportos estão em meio a montanhas, enquanto outros, possuem pistas minúsculas. Mais abaixo você confere os 10 aeroportos mais perigosos do planeta.

Os 10 aeroportos mais perigosos do mundo

10. Aeroporto Internacional de Wellington (Nova Zelândia)

Localizado na capital da Nova Zelândia, o Aeroporto Internacional de Wellington é o terceiro aeroporto mais movimentado do país, depois de Auckland e Christchurch. Possui uma única pista de 2.081 metros que parece começar e terminar no oceano. O aeroporto tem uma reputação de pousos difíceis e turbulentos, mesmo em aeronaves maiores, devido ao efeito de canalização do Estreito de Cook, criando fortes e rajadas de vento, especialmente nas condições do noroeste. Isso torna extremamente difícil para os pilotos manobrar pousos e às vezes pode transformar o vôo em uma experiência aterrorizante para os passageiros.

9. Aeroporto Internacional Gibraltar (Território Britânico no Exterior)

A pista do aeroporto de Gibraltar atravessa a estrada principal dentro e fora do Território Britânico Ultramarino e, conseqüentemente, o tráfego deve ser fechado toda vez que um avião aterrissa ou parte. Os congestionamentos de tráfego resultantes levaram à construção de um túnel sob a pista, mas o projeto foi afetado por atrasos e ainda não está completo. No entanto, a travessia da rodovia não é a principal questão para os pilotos. a forte Turbulência e o vento em torno do Rochedo de Gibraltar e na Baía de Algeciras que tornam os desembarques desafiadores e particularmente desconfortáveis.

8. Aeroporto Internacional Princesa Juliana (São Martinho)

Este incrível aeroporto é famoso em todo o mundo por seus baixos desembarques sobre o oceano, devido a uma extremidade de sua única pista de 2.300 metros de comprimento estar extremamente perto da costa. A proximidade da praia de Maho com a pista fez do aeroporto um dos lugares favoritos do mundo para tirar fotos, pois os jatos de pouso parecem estar a apenas alguns metros acima do público, pouco antes do pouso, enquanto a decolagem cria enormes rajadas de vento e areia para os banhistas. Porém, não é isento de riscos: em 2017, uma mulher da Nova Zelândia morreu de ferimentos sofridos por jatos de jato de uma aeronave que partia.

7. Aeroporto de Narsarsuaq (Groenlândia)

Um dos dois aeroportos da Groenlândia capazes de atender grandes aviões, o Aeroporto de Narsarsuaq está localizado no Tunjiarfik Fjord, na ponta sul do país. O aeroporto foi construído em 1941 pelo Ministério da Defesa dos EUA. Os pilotos devem lidar com ventos fortes, turbulência severa e cisalhamento do vento em uma paisagem montanhosa (mesmo nos dias mais calmos do ano) antes de avistar a relativamente curta pista de 1823 metros. Enquanto o vento forte nos fiordes é um grande desafio para os pilotos, um vulcão próximo pode ser outro grande problema. Quando entra em erupção, sua nuvem de cinzas vulcânicas contém partículas muito pequenas de vidro (sílica, provenientes do derretimento do gelo) que podem danificar os motores das aeronaves.

6. Aeroporto Internacional Toncontin (Honduras)

A abordagem ao aeroporto de Toncontin, localizada perto da capital de Honduras, é considerada uma das mais perigosas do mundo, especialmente em condições climáticas adversas. O terreno montanhoso ao redor do pequeno aeroporto força os pilotos a fazer uma abordagem dramática. É também um dos aeroportos mais letais do mundo. Em 1989, um avião comercial da Boeing colidiu com uma montanha ao aproximar-se, matando 132 pessoas. Pelo menos mais cinco aviões seguiram o exemplo e caíram dentro ou ao redor do aeroporto. Um novo aeroporto está sendo construído em Comayagua para substituir o Aeroporto Internacional Toncontin.

5. Aeroporto Internacional da Madeira Cristiano Ronaldo (Portugal)

Aeroporto Internacional da Madeira Cristiano Ronaldo, anteriormente conhecido como Aeroporto do Funchal, no arquipélago português da Madeira, no Oceano Atlântico, é considerado um dos aeroportos mais perigosos do mundo devido à sua construção espetacular. A pista original tinha apenas 1.600 metros de comprimento, mas foi estendida para 2.781 metros após um acidente fatal de avião em 1977 (164 pessoas morreram quando um Boeing 727 caiu do final da pista na praia abaixo). A extensão da pista é suportada por 180 colunas (parcialmente sobre o oceano) que precisam suportar cargas de choque sérias durante os desembarques. O aeroporto também é perigoso devido aos ventos fortes, altas montanhas de um lado e o oceano do outro. Os pilotos devem receber treinamento adicional para pousar neste aeroporto.

4. Aeroporto Tenzing-Hillary (Nepal)

O Aeroporto Tenzing-Hillary, no Nepal, é o aeroporto ideal para quem quer visitar o famoso Monte Everest. A pista é cercada por terrenos íngremes do Himalaia. Além disso, a pista do aeroporto é extremamente curta, com apenas 527 metros de comprimento, embora também incline ladeiras com um gradiente de quase 12%, o que ajuda os aviões a desacelerar com o tempo. Para piorar a situação, não existe um procedimento para contornar as montanhas circundantes. Devido a esses fatores, apenas helicópteros e pequenos aviões a hélice de asa fixa podem pousar. Desde 1973, houve vários acidentes no aeroporto que resultaram em muitas mortes e feridos.

3. Aeroporto de Courchevel (França)

A pista do aeroporto de Courchevel é ainda mais curta que o aeroporto mencionado acima, com 525 metros. Este aeroporto, que serve a estação de esqui exclusiva de Courchevel, nos Alpes franceses, também cai em um penhasco, de modo que os pilotos precisam garantir velocidade suficiente para decolar se não quiserem cair da beira deste penhasco. A pista também tem um gradiente descendente de 18,6%, o que complica ainda mais a decolagem e o pouso. Além disso, na aproximação ou durante a decolagem, os pilotos precisam manobrar suas aeronaves entre os Alpes sem procedimentos por instrumentos.

2. Aeroporto Juancho E. Yrausquin (Ilha de Saba)

Com uma pista de apenas 400 metros de comprimento total, o aeroporto Juancho E. Yrausquin possui a pista de aeroporto comercial mais curta do mundo. O aeroporto está encravado em um afloramento rochoso no sopé de uma montanha, com terrenos irregulares de um lado e penhascos caindo no mar nos outros extremos da pista, de modo que qualquer aterrissagem é um desafio estressante. Embora o aeroporto esteja fechado para o tráfego de jatos, as aeronaves regionais de hélice de companhias aéreas podem pousar lá sob isenção da Autoridade de Aviação Civil das Antilhas Holandesas.

1. Aeroporto Internacional de Paro (Butão)

Este é o único aeroporto internacional do Butão. O pequeno aeroporto está situado em um vale profundo e cercado por picos agudos de até 5.500 metros de altura. Ventos fortes no vale, resultam em frequentes turbulências severas. Considerado o aeroporto mais perigoso do mundo, os vôos são permitidos apenas durante o dia e sob condições meteorológicas visuais nas quais os pilotos fazem seus julgamentos a olho nu, ao invés de depender dos instrumentos das aeronaves. A abordagem dramática da pista está completamente fora do local para os pilotos até o último minuto, enquanto eles manobram entre as montanhas em um ângulo de 45 graus antes de cair rapidamente na pista. Apenas um número limitado de pilotos está autorizado a pousar em Paro.

Então, gostou do artigo?

Siga nossas redes sociais